Complicações graves da acupuntura

0
1689
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Acupuntura é uma modalidade terapêutica segura quando realizada por médicos especializados, e é reconhecida pelo público em geral. No entanto, embora sejam raras, algumas complicações graves, e potencialmente ameaçadoras à vida tem sido relatadas na literatura médica desde 1965.

A profundidade de inserção das agulhas de acupuntura varia desde poucos milímetros até vários centímetros.  A ponta da agulha de acupuntura geralmente repousa sobre um músculo, ou sobre outras estruturas como a pleura ou nervos periféricos; portanto, os médicos acupunturistas precisam de um conhecimento profundo sobre a anatomia para evitar lesões traumáticas.

De uma forma geral, os efeitos adversos da Acupuntura médica relatados na literatura podem ser divididos nos grupos abaixo:

  • Diagnóstico incorreto ou atrasado (pelos critérios diagnósticos ocidentais). Exemplo: IAM
  • Deterioração da doença sob tratamento. Exemplo: Asma brônquica
  • Reações autonômicas. Exemplo: síncope, vertigem, sudorese
  • Infecções bacterianas e virais. Exemplo: Hepatites B e C, infecção pelo HIV
  • Trauma de tecidos e órgãos

As complicações relatadas com maior frequência na literatura médica são o pneumotórax e as lesões da medula espinhal. Lesões graves de nervos periféricos e vasos sanguíneos associadas a acupuntura médica parecem ser muito raras.

As lesões traumáticas podem ser divididas de acordo com as características topográficas e estruturais:

  • Vísceras torácicas
  • Vísceras abdominais ou retroperitoneais
  • Sistema Nervoso Central
  • Vasos sanguíneos
  • Nervos periféricos

Lesões de Vísceras Torácicas

Pneumotórax

O pneumotórax é a lesão causada pela acupuntura, descrita com maior frequência na literatura médica.  Alguns autores consideram que os pneumotóraces associados à acupuntura são vistos com alguma regularidade por médicos emergencistas. Há a descrição de mais de 100 casos de pneumotóraces associados à acupuntura, com ao menos 2 relatos de casos fatais.

Em um estudo de vigilância epidemiológica realizada no Japão, cerca de 9 % de 255 casos de pneumotóraces secundários, excluindo-se os casos espontâneos, foram causados por acupuntura.

Em uma revisão sistemática da literatura, Yamashita et al relatam 25 casos de pneumotórax em 89 artigos, com 124 incidentes associados à Acupuntura. Em um censo realizado na Noruega em 1995, 33 de 1332 acupunturistas relataram ocorrência de pneumotórax como complicação da Acupuntura (2,5 % dos profissionais).

O pneumotórax é um efeito adverso potencialmente grave. Para evitá-lo é necessária uma compreensão clara da posição correta e dos limites da pleura e dos pulmões e da espessura das partes moles que os recobrem.

O pneumotórax ocorre mais frequentemente quando as agulhas são inseridas em um sitio paraesternal ou supraclavicular. Este último quando não se percebe que os limites da pleura e dos pulmões situam-se logo abaixo das clavículas.

Os pacientes tabagistas de longa data, especialmente portadores de DPOC – doença pulmonar obstrutiva crônica, pacientes com escoliose ou outras deformidades torácicas, pacientes idosos frágeis ou pacientes longilíneos apresentam maior risco desta complicação da acupuntura.

A punção de pontos de acupuntura nas regiões paravertebral, infraclavicular ou na região lateral do tórax também pode causar pneumotórax.

Veja também: Acupuntura é uma especialidade médica

Os pontos considerados mais perigosos de acordo com a literatura são os seguintes:

  • Região supraclavicular: Estômago 11 (E-11 – Qishe)  e Estômago 12 (E-12 – Quepen)
  • Região infraclavicular: Pulmão 2 ( P-2 – Yunmen ), Estômago 13 (E-13 – Qihu ) e Rim – 27 (R-27 – Shufu)
  • Região paraesternal: Pontos R-22 ( Bulang ) a R-27 ( Shufu ) do meridiano do Rim.
  • Região da linha hemiclavicular: Pontos E-12 ( Quepen ) a E-18 ( Rugen ) do meridiano do estômago.
  • Primeira linha ( linha medial ) do meridiano da Bexiga : localizados entre as vértebras T1 e T12, que incluem vários pontos Shu dorsais > Do ponto B-11 ( Dazhu ) ao B-21 (Weishu ) .
  • Segunda linha ( linha lateral ) do meridiano da Bexiga : localizada aproximadamente na linha escapular média > Dos pontos B-41 ( Fufen ) a B-50 ( Weicang ), a superfície do pulmão pode estar a 15-20 mm abaixo da pele.

Outros pontos que podem ser associados à ocorrência de Pneumotórax são os seguintes :

  • VB-21 ( Jianjing ), VB-22 ( Yuanye ), VB-23 ( Zhejin ), VB-24 ( Riyue ) , F-14 ( Qimen ), Exemplo: B-3 (Weiwanxiashu)

Recomenda-se a punção mais superficial, e em ângulo oblíquo para todos os pontos localizados no tórax, especialmente naqueles pontos no ombro, entre a clavícula e a escápula, onde o ápice pulmonar, frequentemente, alcança durante a inspiração.

Tamponamento cardíaco

O forame esternal é uma anormalidade congênita que pode acometer até 5 a 8 % da população normal, e que é causada por uma fusão incompleta das lâminas esternais. Usualmente, este forame encontra-se na altura do 4º espaço intercostal, precisamente na localização do importante ponto VC-17 ( Danzhong ), do meridiano curioso Vaso-Concepção ou Ren Mai.

Estudos com TC de tórax e estudos de necrópsia demonstraram 4 tipos desta anomalia, desde uma retração incompleta do córtex esternal, até defeitos completos da fusão. A distância habitual entre a pele e a superfície posterior do esterno é de 15 a 25 mm.

A palpação da região antes da realização da acupuntura não pode excluir de forma confiável a presença deste forame, devido a presença de fibras tendíneas, tecido conjuntivo delgado ou lamelas ósseas que podem esconder o forame.

Como é inviável que todos os pacientes façam TCs ou RNMs de tórax antes do tratamento com acupuntura, é importante que os médicos acupunturistas conheçam esta variante frequente quando tratarem pacientes com dor torácica ou asma brônquica. Os pontos localizados sobre o esterno devem, então, ser puncionados superficialmente e tangencialmente para evitar lesões adversas graves.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here