Complicações graves da acupuntura

0
2455
Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

A Acupuntura é uma modalidade terapêutica segura quando realizada por médicos especializados, e é reconhecida pelo público em geral. No entanto, embora sejam raras, algumas complicações graves, e potencialmente ameaçadoras à vida tem sido relatadas na literatura médica desde 1965.

A profundidade de inserção das agulhas de acupuntura varia desde poucos milímetros até vários centímetros.  A ponta da agulha de acupuntura geralmente repousa sobre um músculo, ou sobre outras estruturas como a pleura ou nervos periféricos; portanto, os médicos acupunturistas precisam de um conhecimento profundo sobre a anatomia para evitar lesões traumáticas.

De uma forma geral, os efeitos adversos da Acupuntura médica relatados na literatura podem ser divididos nos grupos abaixo:

  • Diagnóstico incorreto ou atrasado (pelos critérios diagnósticos ocidentais). Exemplo: IAM
  • Deterioração da doença sob tratamento. Exemplo: Asma brônquica
  • Reações autonômicas. Exemplo: síncope, vertigem, sudorese
  • Infecções bacterianas e virais. Exemplo: Hepatites B e C, infecção pelo HIV
  • Trauma de tecidos e órgãos

As complicações relatadas com maior frequência na literatura médica são o pneumotórax e as lesões da medula espinhal. Lesões graves de nervos periféricos e vasos sanguíneos associadas a acupuntura médica parecem ser muito raras.

As lesões traumáticas podem ser divididas de acordo com as características topográficas e estruturais:

  • Vísceras torácicas
  • Vísceras abdominais ou retroperitoneais
  • Sistema Nervoso Central
  • Vasos sanguíneos
  • Nervos periféricos

Lesões de Vísceras Torácicas

Pneumotórax

O pneumotórax é a lesão causada pela acupuntura, descrita com maior frequência na literatura médica.  Alguns autores consideram que os pneumotóraces associados à acupuntura são vistos com alguma regularidade por médicos emergencistas. Há a descrição de mais de 100 casos de pneumotóraces associados à acupuntura, com ao menos 2 relatos de casos fatais.

Em um estudo de vigilância epidemiológica realizada no Japão, cerca de 9 % de 255 casos de pneumotóraces secundários, excluindo-se os casos espontâneos, foram causados por acupuntura.

Em uma revisão sistemática da literatura, Yamashita et al relatam 25 casos de pneumotórax em 89 artigos, com 124 incidentes associados à Acupuntura. Em um censo realizado na Noruega em 1995, 33 de 1332 acupunturistas relataram ocorrência de pneumotórax como complicação da Acupuntura (2,5 % dos profissionais).

O pneumotórax é um efeito adverso potencialmente grave. Para evitá-lo é necessária uma compreensão clara da posição correta e dos limites da pleura e dos pulmões e da espessura das partes moles que os recobrem.

O pneumotórax ocorre mais frequentemente quando as agulhas são inseridas em um sitio paraesternal ou supraclavicular. Este último quando não se percebe que os limites da pleura e dos pulmões situam-se logo abaixo das clavículas.

Os pacientes tabagistas de longa data, especialmente portadores de DPOC – doença pulmonar obstrutiva crônica, pacientes com escoliose ou outras deformidades torácicas, pacientes idosos frágeis ou pacientes longilíneos apresentam maior risco desta complicação da acupuntura.

A punção de pontos de acupuntura nas regiões paravertebral, infraclavicular ou na região lateral do tórax também pode causar pneumotórax.

Veja também: Acupuntura é uma especialidade médica

Os pontos considerados mais perigosos de acordo com a literatura são os seguintes:

  • Região supraclavicular: Estômago 11 (E-11 – Qishe)  e Estômago 12 (E-12 – Quepen)
  • Região infraclavicular: Pulmão 2 ( P-2 – Yunmen ), Estômago 13 (E-13 – Qihu ) e Rim – 27 (R-27 – Shufu)
  • Região paraesternal: Pontos R-22 ( Bulang ) a R-27 ( Shufu ) do meridiano do Rim.
  • Região da linha hemiclavicular: Pontos E-12 ( Quepen ) a E-18 ( Rugen ) do meridiano do estômago.
  • Primeira linha ( linha medial ) do meridiano da Bexiga : localizados entre as vértebras T1 e T12, que incluem vários pontos Shu dorsais > Do ponto B-11 ( Dazhu ) ao B-21 (Weishu ) .
  • Segunda linha ( linha lateral ) do meridiano da Bexiga : localizada aproximadamente na linha escapular média > Dos pontos B-41 ( Fufen ) a B-50 ( Weicang ), a superfície do pulmão pode estar a 15-20 mm abaixo da pele.

Outros pontos que podem ser associados à ocorrência de Pneumotórax são os seguintes :

  • VB-21 ( Jianjing ), VB-22 ( Yuanye ), VB-23 ( Zhejin ), VB-24 ( Riyue ) , F-14 ( Qimen ), Exemplo: B-3 (Weiwanxiashu)

Recomenda-se a punção mais superficial, e em ângulo oblíquo para todos os pontos localizados no tórax, especialmente naqueles pontos no ombro, entre a clavícula e a escápula, onde o ápice pulmonar, frequentemente, alcança durante a inspiração.

Tamponamento cardíaco

O forame esternal é uma anormalidade congênita que pode acometer até 5 a 8 % da população normal, e que é causada por uma fusão incompleta das lâminas esternais. Usualmente, este forame encontra-se na altura do 4º espaço intercostal, precisamente na localização do importante ponto VC-17 ( Danzhong ), do meridiano curioso Vaso-Concepção ou Ren Mai.

Estudos com TC de tórax e estudos de necrópsia demonstraram 4 tipos desta anomalia, desde uma retração incompleta do córtex esternal, até defeitos completos da fusão. A distância habitual entre a pele e a superfície posterior do esterno é de 15 a 25 mm.

A palpação da região antes da realização da acupuntura não pode excluir de forma confiável a presença deste forame, devido a presença de fibras tendíneas, tecido conjuntivo delgado ou lamelas ósseas que podem esconder o forame.

Como é inviável que todos os pacientes façam TCs ou RNMs de tórax antes do tratamento com acupuntura, é importante que os médicos acupunturistas conheçam esta variante frequente quando tratarem pacientes com dor torácica ou asma brônquica. Os pontos localizados sobre o esterno devem, então, ser puncionados superficialmente e tangencialmente para evitar lesões adversas graves.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here