Transtornos do sono causam impacto na saúde e na qualidade de vida

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

TRANSTORNOS DO SONO

Os transtornos do sono causam impacto na saúde e na qualidade de vida do indivíduo, trazendo ao profissional médico a necessidade de investigar as causas, averiguar comorbidades associadas, os sinais relacionados ao envelhecimento, ambiente de sono, uso de medicamentos ou de outras substâncias e suas repercussões na rotina do paciente.

Os principais transtornos do sono são: Insônia; Parassônias (transtorno comportamental do sono REM, principalmente), comum em Síndrome de Parkinson e Esclerose Múltipla; Sonambulismo; Terror Noturno; distúrbios respiratórios do sono (especialmente a Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono); Síndrome das pernas inquietas e a Narcolepsia.
Discursarei principalmente sobre a Insônia, por ser a queixa mais comum em consultório médico referente a esse tema.

A insônia pode se tratar de um Transtorno Primário ou Secundário a outras doenças, como a depressão ou ansiedade, por exemplo. Está comumente associado a irritabilidade, fadiga, sonolência excessiva durante o dia, baixo rendimento escolar ou profissional, dificuldade de memorização ou concentração e cefaleias.

Pode ser classificada em:

  1. Psicofisiológica:  relacionada a quadro de ansiedade ao ato de dormir e má higiene do sono.
  2. Insônia de Ajustamento: que tem como fator precipitante qualquer situação de estresse (diagnóstico de uma doença, concurso, demissão, término de relacionamento, etc).
  3. Insônia Comórbida: em que há uma comorbidade associada ao quadro de insônia; por exemplo a depressão.

Tendo em vista a crescente queixa em relação à qualidade do sono torna-se de suma importância investigar as possíveis causas, as associações com outras doenças, histórico pessoal e familiar acerca do sono, de doenças psiquiátricas e/ou neurológicas, doenças pulmonares, cardiovasculares e gastrointestinais, uso de medicamentos ou abuso de outras substâncias, assim como se há despertar noturno, gesticulações, atos agressivos, vocalizações, deambulação ou crises convulsivas.

Em alguns casos pode ser necessária investigação através de exames laboratoriais, de imagem e a realização de polissonografia para elucidação diagnóstica e escolha do melhor tratamento. O tratamento é, portanto, individualizado, podendo ser através de modificações da rotina (estabelecendo horário regular para o sono), da dieta, realização de atividades físicas, psicoterapia, acupuntura e até mesmo medicamentoso. Na acupuntura sugere-se C7, BP6, B20, E40, F3, PC7, E25, VB 44, dentre outros.

Por Dra. Thayla Ferrari Machado

Acupunturista

 

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here